quinta-feira, 29 de julho de 2010

Meu Oceano.




Eu sempre amei o mar. Sempre vi nele a vida, o poder e a beleza que as outras pessoas não conseguiam enxergar. Elas só sentiam medo dele, só enxergavam a sua braveza, sua ressaca, como é chamada. Mas eu via, além disso. Eu via o profundo,afinal sempre gostei de mergulhar. E assim eu faço uma comparação meio diferente. O mar se assemelha a um ser humano, e ao amor. Os três tem vida, beleza, dão medo , tem ressacas,são bravos. E de todos eles o que eu mais gosto de fazer , é observar e conhecer o profundo. Realmente me aprofundar. Essa é uma filosofia minha, que não necessariamente é a sua, mas eu quero compartilha-lá. Eu sempre achei isso, sempre pensei desse jeito, e acho que sempre vou pensar. E quando eu o conheci, só serviu pra reforçar meus pensamentos. A natureza marinha, a natureza humana, a natureza do amor. Às vezes quando ele vem me ver, está nervoso e estressado como um mar bravio e um amor amargurado. Às vezes quando eu o vejo, eu posso admirar sua doçura como um mar sem ondas, como um amor com sabor de mel. Às vezes, me dá medo em saber que eu posso me machucar se me aprofundar mais nesse relacionamento, assim como posso me afogar se eu for muito pro fundo, assim como posso me afundar no amor. Mas comparações a parte, do mesmo jeito que eu sempre amei o mar e sempre admirei o amor, eu sinto dentro do meu coração que é sete vezes mais o que eu sinto por ele. Por que ele é mais que um simples mar. Ele é meu oceano.

2 comentários:

  1. mtooo bacana!!!! =)_ parabenssss
    http://junoronha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Ju! Seu blog já está nos meus favoritos ;)

    ResponderExcluir